Como tornar seu varejo omnichannel usando HighJump

Europa e Estados Unidos são exemplos de que a logística omnichannel é realidade para grandes empresas. A Amazon e suas formas inusitadas de distribuição são um exemplo disso – ela foi a primeira a usar drones em entregas. Mas, mesmo para essa gigante do varejo online, ser multicanal é um desafio e o Amazon Go, marca das lojas físicas da rede, ainda é um conceito em aprimoração.

A busca pela perfeição na distribuição de itens na cadeia de suprimentos é constante nas grandes empresas estrangeiras. No Brasil, o fortalecimento acontece a pequenos passos. Há muitos negócios ainda pautados em uma logística multimodal, que nem sequer chegou a se tornar cross channel.

Como evitar ser um desses negócios defasados no mercado?

A escolha de um WMS (Warehouse Management System) que comporte a estratégia omnichannel é a melhor resposta a empresas que correm atrás das tendências. Por isso, o HighJump é o sistema de gestão logística ideal na implementação da lógica de distribuição que considera o PDV (Ponto de Venda) como parte da rede que compõe o supply chain.

Quer saber como empresas brasileiras podem embarcar na onda multicanal? Continue a leitura e descubra o papel do WMS nessa história.

Como uma grande varejista usa highjump

Dona de grande parte do varejo brasileiro no ramos do vestuário, a Renner usa o WMS HighJump como principal suporte de estratégias que garantem a disponibilidade nas gôndolas.

Pioneira na exposição de peças categorizadas em marcas próprias que traduzem variados estilos de vida, a loja precisa de uma logística forte para sustentar esse modelo. Afinal de contas, todas as linhas devem contar com variedade de modelos e tamanhos, evitando ao máximo as rupturas.

E o efeito omnichannel contribui para garantir o diferencial da empresa. Quem já comprou ou recebeu um presente das lojas da Renner, por exemplo, conseguiu efetuar a troca em qualquer uma das unidades.

Mesmo adquirido pelo e-commerce, a devolução de qualquer item pode ser feita nas lojas físicas. E isso é ser multicanal de fato: promover ao cliente a experiência de um relacionamento que acontece em canais diversos, mas de modo integrado.

Mas você sabia que toda essa história começa no armazém?

Existem algumas características do HighJump que garantem o suporte necessário às estratégias de distribuição e relacionamento com o cliente da Renner. Veja quais são elas!

#1 Plataforma completa de alto desempenho para o varejoTodo o suporte que o HighJump oferece no desenvolvimento de tarefas básicas do armazém traz resultados para a distribuição no varejo. Com os recursos da plataforma, a sua empresa consegue:

  1.    Priorizar tarefas e direcioná-las aos operadores certos;
  2.   Configurar regras de ressuprimento e separação, considerando tipos de itens e unidades de medida;
  3.   Planejar o picking e o carregamento de mercadorias a serem distribuídos;
  4.   Definir regras de armazenagem coerentes com a cultura da sua empresa e seus produtos;
  5.    Automatizar cálculos para facilitar e guiar o operador na conteinerização;
  6.  Atualizar o WMS com acesso facilitado a uma App Station própria da plataforma;
  7.  E, finalmente, promover adaptabilidade para que sua empresa transforme o WMS em uma ferramenta própria.

Os recursos básicos não garantem que a sua empresa se torne multicanal, mas são a base para o desenvolvimento de uma estratégia correta. Por isso, a plataforma HighJump conta com módulos complementares que se adaptam às tendências de mercado.

#2  Módulo complementar omnichannel

O Retail Advantage (RA) é o módulo responsável por tornar a operação de empresas possível dentro da lógica de integração de vários canais de venda. A ideia da ferramenta é ampliar a rede transformando os PDVs em participantes da distribuição por meio da cadeia de abastecimento.

Ter um WMS associado aos recursos do RA fortalece o desejo da sua empresa se tornar multicanal. Isso porque o básico de uma operação perfeita está garantido com o WMS e a abertura às tendências do mercado varejista ganha o reforço necessário com o RA.  

Contar com a visão em tempo real do estoque da loja não é uma característica própria de qualquer WMS, mas é algo que pode existir no seu HighJump. Para isso, basta adotar esse módulo que garante também a redução de custos com frete, além de agilidade na entrega.

A base do RA está na lógica de In Store Fulfillment. Isso significa que os PDVs se tornam capazes de atender pedidos que antes eram tratados exclusivamente pelos Centros de Distribuição (CDs).

Com a ferramenta certa, a sua empresa só precisa traçar a melhor estratégia e esperar pela satisfação do consumidor.

Mas quais são os indícios de que você encontrou o WMS que levará sua operação ao futuro?

#3  As quatro marcas de evolução da logísticaVocê pode reconhecer que a evolução na logística chegou ao seu armazém quando sabe que adotou um sistema de gestão pautado em quatro características:

  • Operação online e hiperconectada, com garantia de responsividade no acesso feito de vários dispositivos;
  • Integração a outros softwares de gerenciamento importantes para atividades estratégicas da empresa, como o ERP (Enterprise Resource Planning);
  • Confiabilidade garantida pela disponibilidade e escalabilidade da ferramenta;
  • Flexibilidade para crescer junto ao seu negócio, sem impactos e com o menor TCO (Total Cost of Ownership) do mercado.

Essas quatro marcas da evolução do sistema WMS reforçam a impressão do quanto a ferramenta que rege os armazéns da sua empresa está defasada.

Será que a sua empresa está preparada para se tornar omnichannel?

Conheça a ferramenta Highjump que vai mudar sua operação, ao conversar com um de nossos especialistas.

 

> Deixe seu comentário

Entre em contato
+55 47 3036 7800 (SC)
+55 11 3027 4197 (SP)
+56 2 2840 5916 (CHILE)
otimis@otimis.com

Newsletter

Gostaria de receber nossas novidades no seu email?