Produtos Controlados: o segredo da gestão está nas regras de armazenagem do WMS

Gestão de Produtos Controlados: o segredo está nas regras de armazenagem do WMS

Manter a gestão da logística do armazém ou Centro de Distribuição (CD) não é uma tarefa simples. Ainda mais quando se lida com produtos controlados, como bebidas, alimentos perecíveis ou remédios. Por haver controle de lote e data de vencimento é essencial manter um monitoramento adequado do armazenamento deste tipo de produto.

Caso contrário é comum perda de grande volume de produtos que são descartados por estarem fora do prazo de validade, enquanto outras mercadorias mais "novas" foram enviadas aos clientes por falta de controle interno.

Você, como gestor de um armazém do futuro, não pode deixar isso acontecer!

Lidar com esse cenário, no entanto, é um desafio. Separar lotes em endereços distintos pode ser bastante crítico em termos de espaço e ocupação no armazém.

Então como conciliar esses dois mundos?

A solução está, em primeiro lugar, não perder a cabeça ao contabilizar os prejuízos. Respire fundo e escolha um sistema WMS (Warehouse Management System) que seja capaz de atender regras de armazenagem e separação inteligentes.

COMO É HOJE A GESTÃO DE LOGÍSTICA DO SEU ARMAZÉM?
Responder à essa pergunta é de extrema importância. Até porque, se sua empresa está perdendo o controle de estoque de produtos, deixando-os vencer, é porque seu armazém precisa se mover para o futuro e se desprender de questões como esta.

Geralmente, quando os processos de gestão de logística são ineficientes a companhia perde muito dinheiro. As operações vão muito além de receber, guardar e despachar mercadorias. E você precisa ter controle absoluto de todas as fases.  

Veja abaixo 3 dificuldades comuns que são capazes de colocar em risco todo o funcionamento do seu armazém ou Centro de Distribuição:  

1|  FALTA DE PLANEJAMENTO

Se sua empresa age apenas de maneira reativa isso pode ser um grande problema. Não é possível esperar os produtos chegarem para somente depois pensar em onde eles serão armazenados.

O resultado será o cenário que talvez você já conhece: falta de organização! Os ítens serão colocados em qualquer lugar, perdendo-se junto a outros. A chance de  perderem a validade será grande.

O planejamento logístico é essencial para garantir a produtividade da equipe, identificar todos os fluxos do negócio e reconhecer os pontos fortes e fracos da operação.

2 |  NÃO TER UMA VISÃO INTEGRADA

Na sua rotina sobra trabalho e falta tempo para realizar todas as tarefas? É simplesmente impossível controlar 100% do andamento do armazém? Uma das causas pode ser a falta de gestão ampla e integrada de todas as operações.

É preciso saber exatamente o que acontece em cada setor para garantir que nenhum processo saia do controle. Como liberar a saída de pallets de medicamentos sendo que um lote mais antigo (e que vencerá antes) também está disponível.

Você precisa ser capaz de dar ferramentas para sua equipe planejar a separação de ordens e a organizar as cargas de acordo com os mais diversos critérios.

3 |  UTILIZAR PROCESSOS MANUAIS E SEM REGISTRO
É realmente impossível depender de procedimentos manuais e planilhas eletrônicas para acompanhar suas operações logísticas. Ao fazer esses controles de maneira tão precária fica difícil ter qualidade nas atividades e ter um registro de tudo que acontece na empresa.

Essa é a melhor maneira de perder o controle das mercadorias dentro do armazém! Caminho certo para ter excesso de itens ou mesmo a falta deles. Como nenhum processo é automatizado também há demora para atender requisições importantes.


COMO UM SISTEMA WMS ROBUSTO PODE, NA PRÁTICA, AJUDAR?
Se os problemas acima fazem parte da sua realidade, é hora de investir em um sistema WMS flexível. Essa ferramenta tecnológica ajudará a levar a gestão logística a um nível mais alto com processos otimizados do início ao fim da operação.

Para isso o WMS precisa contar com a possibilidade de alteração da sequência de regras conforme as mais diferentes necessidades. Isso é importante para ajustar a configuração da armazenagem e separação quando for necessário, simplificando processos e aumentando a produtividade.  

Até porque a última coisa que um sistema WMS precisa ser é engessado, não é mesmo?

Outra característica importante de um software de gestão logística é que ele permita definir novos parâmetros que busquem maximizar tanto a eficiência como também a liberação de espaço. Tudo isso para cumprir os tipo de controle movimentação de estoque como:

  • FIFO (First In, First Out)
  • FEFO (First Expire, First Out)
  • LIFO (Last-in, First-out)
  • LEFO (Last-expire, First-out)

E para obedecer as regras acima uma das maneiras mais simples é agrupar em um mesmo endereço lotes de produtos iguais que tenham prazos de validade próximos. Mas essa praticidade pode gerar dor de cabeça. Pode acontecer de um endereço ser subutilizado, causando ociosidade em um espaço, enquanto outros estão cheios.  

Um WMS pode resolver isso! Basta misturar lotes diferentes em um mesmo endereço. Como? Uma regra pode ser criada facilmente, tendo como ‘régua’ que esses produtos tenham datas de validade similares.

 

Viu como um sistema WMS pode realmente fazer a diferença no armazenamento de produtos controlados? Continue lendo o Blog da Otimis para ter mais dicas e informações importantes de como cuidar bem da gestão logística do seu armazém!

> Deixe seu comentário

Entre em contato
+55 47 3036 7800 (SC)
+55 11 3027 4197 (SP)
+56 2 2840 5916 (CHILE)
otimis@otimis.com

Newsletter

Gostaria de receber nossas novidades no seu email?