Reorganização de estoque: saiba como gerenciar melhor o armazém

O negócio está crescendo! Cada vez mais chegam remessas de fornecedores e os pedidos dos clientes precisam ser enviados rapidamente. O estoque possui cuidados específicos de um gestor, mas ainda assim precisa melhorar a otimização, o picking e o controle total das mercadorias. Você tem passado por isso? Se você está preocupado achando que seus esforços operacionais não estão funcionando para manter a organização no estoque, certifique-se de que as táticas organizacionais estão sendo assertivas para o crescimento do seu negócio.

Mesmo que você pense que o gerenciamento de estoque de armazém é simplesmente a prática de organizar os produtos para que eles possam ser encontrados rapidamente, há muito mais do que isso. A boa organização do centro de distribuição depende de um ciclo para maximizar a produtividade economizando tempo e dinheiro na organização.

Confira algumas práticas operacionais que podem melhorar ainda mais o fluxo do seu estoque:

# Ter um fluxo bem determinado na operação
Ao longo de todo o processo, as empresas têm o dever de garantir a eficiência do armazém otimizando o fluxo e mantendo a organização do estoque. A gestão de depósitos é o essencial para uma estratégia eficaz. Mas um sistema ineficiente e carregado de erros resulta na insatisfação do cliente, deixando a sua empresa longe das melhores práticas possíveis no mercado.

Toda vez que um item se move no armazém, existe a possibilidade de erros. Infelizmente, isso inclui todos os processos de gestão e pontos de coleta de dados. O ideal é que o estoque tenha um fluxo que viabilize a produção, tornando-a mais rápida, possibilitando a entrega dos produtos em tempo reduzido e evitando os erros operacionais.

# Treinar e capacitar os operadores
É importante que os operadores saibam o que estão fazendo. Aplicar treinamentos e capacitação é um dos meios de garantir a organização do estoque. A partir disso, os colaboradores podem desenvolver habilidades que permitam aumentar o conhecimento das operações e funções do armazém como, por exemplo, entender a tecnologia que até então ficava distante da operação, até a chegada de um sistema WMS.

# Gerenciar relacionamentos
Ser bem-sucedido no gerenciamento do estoque é ser capaz de se adaptar rapidamente. Se você precisa mover um item que está parado no estoque para abrir espaço para um novo produto, solucionar problemas de fabricação ou expandir temporariamente seu espaço de armazenamento, é importante ter um bom relacionamento com seus fornecedores. Dessa forma, eles estarão mais dispostos a trabalhar com você para resolver problemas, basta negociar.

# Ter processos bem definidos
Em que consiste um processo? Em um número de passos ordenados, certo? Para desenvolver o que é chamado de "processo bem definido", é preciso usar estratégias simples e eficazes. No estoque é importante ter total controle da entrada da mercadoria realizando as atividades de conferência no recebimento e nos procedimentos de estocagem.

Cada tipo de produto, por exemplo, depende de uma armazenagem específica. Alguns por ordem de validade, outros por ordem de entrada e saída, etc. evitando possíveis quebras. Uma forma de manter o controle é utilizando o inventário cíclico, que define ciclos de verificação para diversos tipos de produtos. 

# Fazer auditorias regularmente
A auditoria regular é vital. Na maioria dos casos, esse processo é feito por meio de relatórios para saber quantos produtos você tem armazenado. No entanto, é importante certificar-se de que a mercadoria que está no inventário realmente corresponde aos dados anotados. Existem outros métodos para fazer isso, como, por exemplo, contar todos os itens do inventário de uma só vez, algumas empresas costumam fazer isso no final do ano. Contudo, essa estratégia pode gerar problemas, principalmente quando o armazém ou CD tem muitos produtos.

Uma boa opção é optar pela contagem cíclica, ao invés de contar uma vez ao ano, aplicar a contagem de ciclos durante o ano. Cada dia, semana ou mês, um produto diferente é verificado em um cronograma rotativo. Existem diferentes métodos para determinar quais os itens a serem considerados, mas, em termos gerais, os itens de maior valor serão contados com mais frequência

# Priorizar produtos por ABC
Alguns produtos precisam de mais atenção do que outros. Para manter a organização do estoque é necessário usar uma análise, priorizando o gerenciamento de inventário. Para isso, pode-se separar os produtos por ABC destacando os que exigem mais atenção daqueles que não demandam tanto. Faça isso por meio da sua lista de produtos, adicionando cada produto a uma das três categorias:

A - produtos de alto valor com baixa frequência de vendas;
B - produtos de valor moderado com uma frequência moderada de vendas;
C - produtos de baixo valor com alta freqüência de vendas.

Os itens da categoria A exigem atenção regular porque seu impacto financeiro é significativo, mas as vendas são imprevisíveis. Os itens da categoria C exigem menos supervisão porque têm um impacto financeiro menor e estão constantemente mudando. Já os itens da categoria B dependem de uma análise constante.

# Controlar o estoque em tempo real
O acompanhamento preciso da operação é fundamental para que as empresas possam responder de forma mais ágil às demandas dos clientes. Neste caso, um sistema de gerenciamento facilitará o rastreamento do estoque, evitando atrasos e mantendo, sempre, o controle de qualidade.

O rastreamento em tempo real geralmente é obtido usando códigos de barras exclusivos ou tags RFID (Radio Frequency IDentification) que permitem visualizar o status dos produtos e rastreá-los.

# Contar com sistema de gestão de operação
Evite usar caneta e papel, planilhas também são uma opção — mas só funcionam até um certo ponto. Concentre-se nas coisas que realmente importam usando um sistema de gerenciamento de estoque. Com a possibilidade de sistemas integrados e troca de informações  em tempo real é muito mais simples operar os armazéns de forma eficiente.

O sistema de gerenciamento de armazéns facilita o seu trabalho de armazenar os produtos e de ter controle em tempo real do estoque no CD. Para reorganizar o armazém de forma que traga ganhos para a operação, existe a solução Slotting da HighJump, que pode fazer análise detalhada do giro dos produtos, gerando otimização de custos, rotas e espaços. Ao final do balanço, a ferramenta envia as informações para um WMS especializado (ID#4) que irá controlar as tarefas de movimentações necessárias para a reorganização. A melhor forma de manter a organização no estoque é automatizando processos!

> Deixe seu comentário

Entre em contato
+55 47 3036 7800 (SC)
+55 11 3027 4197 (SP)
+56 2 2840 5916 (CHILE)
otimis@otimis.com

Newsletter

Gostaria de receber nossas novidades no seu email?