Gerencie KPIs no armazém usando dashboards inteligentes

Saber como anda o estoque, controlar a execução de metas, conhecer o desempenho de cada integrante do time, verificar orçamentos previstos e realizados. Em um mundo de KPIs na logística (Key Point Results), quem tem Highjump não passa por surpresas desagradáveis na gestão do armazém.

Para a gestão logística no armazém estar ligada à toda cadeia de suprimentos, é preciso compreender como a estratégia de analytics contribui para um gerenciamento inteligente. 

Cada vez mais a cadeia de suprimentos é capaz de criar dados em volumes tão grandes, que contribuem para a formação de um fenômeno conhecido como Big Data. Para ler tamanha quantidade de dados, é preciso um esforço sobre-humano. É aí que entra a AI e o aprendizado de máquina, para fazer a varredura e a leitura desse emaranhado de dados.

Por enquanto, a logística caminha lentamente em direção a um cenário de domínio do Big Data. É o que o ILOS constata em pesquisa:

“A melhor informação disponível para prever a demanda futura e, a partir daí, “empurrar” o fluxo de produtos na direção do consumidor final sempre foi a informação do sell out, ou do consumo real. Com ela, as empresas podem utilizar métodos estruturados para previsão de séries temporais e estimar a demanda futura de seus produtos e serviços. Com isso, pode-se entender o enorme valor de ter esta informação disponível, como preconizado pelos PRR’s. Apesar de pesquisa do ILOS mostrar que, infelizmente, uma minoria das grandes empresas brasileiras utiliza técnicas sofisticadas de previsão de vendas, pode-se considerar este o “estado da prática”.

No entanto, o “estado da arte” no que se refere a tratamento de dados para a realização de “previsões” já está em outra fronteira do conhecimento: Big Data Analytics”.

Uma ferramenta como o Highjump Pulse permite que o seu armazém seja transformado em KPIs, e assim consiga tirar mais proveito dos benefícios do Big Data. Isso porque com os indicadores de logística e supply chain é possível analisar o desempenho da operação sem lidar diretamente com questões subjetivas. Entenda melhor neste artigo.

O QUE SÃO KPIs?

Os Key Performance Indicators, ou indicadores-chave de desempenho em português, são, portanto, medidas de desempenho. Quando falamos de indicadores de desempenho logístico (KPI) nos referimos às métricas utilizadas por gerentes de logística para rastrear, visualizar e melhorar os processos em todo o supply chain. 

Com os dados obtidos pela análise desses indicadores é possível monitorar e avaliar constantemente, em dashboards, as métricas relacionadas à cadeia de suprimentos. Por sua vez, esses dados refletem diretamente na eficácia do gerenciamento de logística da empresa.

A análise de KPI na área de logística é muito importante, pois ao coletar e analisar as principais métricas do supply chain, torna-se possível detectar ineficiências em todo o ecossistema, bem como entender e maximizar os pontos fortes atuais e estabelecer metas que ajudarão a cadeia como um todo a crescer.

EXEMPLOS DE KPI PARA LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN

Alguns dos KPIs de logística e supply chain importantes para análise são: lead time, dias de estoque (days of supply), tempo do ciclo do pedido do cliente (customer order cycle time), tempo de ciclo do dinheiro (cash to cash cycle time), pedido perfeito (perfect order), giro de estoque de produtos acabados, custo médio de transporte, porcentagem de entregas com problemas, entre outros.

De modo geral, os KPIs de logística e supply chain referem-se aos aspectos de abastecimento, inventário, distribuição, armazém, gerenciamento de pedidos e qualidade. Como você deve imaginar, controlar manualmente todos esses indicadores é uma tarefa praticamente impossível. Por isso, é importante investir em uma ferramenta de gestão.

Além de KPIs básicos para a constatação de desempenho logístico – relacionados a tempo, orçamento, metas, time e acuracidade de estoque –, com o Highjump Pulse você pode formatar os índices que mais convém à sua empresa.

Nem todas as soluções entregam essa flexibilidade! Veja, então, quatro exemplos de como o Highjump Pulse oferece visibilidade total da organização do armazém a partir de KPIs de capacidade e qualidade (e como a solução de BI oferece a visualização de indicadores em dashboard intuitivos e avançados).

 #1 KPI PARA CONTROLE SOBRE O ESTOQUE

Manter o estoque em dia é um desafio. Essa é uma verdade tão universal na logística hoje que, qualquer armazém sofre com faltas e rupturas, principalmente quando não conta com a visibilidade total dos itens.

É por isso que uma solução como o Pulse da Highjump consegue ofertar os dados armazenados por meio de dashboards de logística visuais, que mostram o desempenho do armazenamento. Cada movimentação ajuda a construir gráficos que relacionam a capacidade do armazém à utilização do espaço.

Com isso, você sabe em tempo real o que está acontecendo com os produtos e com os sistemas de armazenamento. É possível emitir gráficos para:

  •   Analisar quais categorias de produtos movimentam mais ou menos o armazém
  •   Descobrir quanto tempo determinado item permanece sem movimentação, em comparação com outros
  •   Visualizar o percentual de ocupação de cada dispositivo de armazenamento (pallets, estantes, case flows, bin e outros), por categorias (cheio, parcial, vazio e inativo)
  •   Visualizar a ocupação dos sistemas de armazenamento, é possível descobrir qual é o percentual usado.
  •   Saber qual é o percentual de espaço que os produtos ocupam de cada prateleira, por exemplo

Todas essas seleções de gráficos são editáveis no Highjump Pulse. Soma-se a essa qualidade, a possibilidade de editar indicadores KPI de logística e suply chain específicos para o seu segmento.

#2 ALCANCE DE METAS DE QUALIDADE

Perder o controle sobre o estoque pode causar, inclusive, a ruptura nas gôndolas, ou seja, a falta de produto no PDV (Ponto de Venda). Mas você sabe que essa falha, assim como outras tantas, pode ser resolvida alcançando metas de qualidade baseadas em indicadores claros.

O Pulse da Highjump oferece alertas de maneira fácil e prática. Você pode programar para receber por e-mail, mensagem de texto e em avisos no painel do sistema as informações mais recentes sobre os status de cada KPI.

A exibição dos índices é feita simultaneamente à operação, de modo que o que acontece no armazém está na tela, ao alcance dos olhos.

No dashboard de qualidade na logística você pode ver:

  •   A contagem do inventário de cada produto mensalmente;
  •   Os índices mensais de redução do inventário;
  •   Motivos principais de redução do inventário, desde  danos por movimentação até o registro de itens vencidos.

O modo como as informações aparecem também é configurável, assim como nos índices de acompanhamento da capacidade de armazenamento. 

#3 VISÃO DO TIME DE LOGÍSTICA

Acompanhar na tela o que acontece no armazém permite descobrir e analisar o desempenho das equipes. O quanto o primeiro turno está desempenhando melhor o trabalho em relação ao segundo e o terceiro? A partir dos dados, você pode criar critérios para realizar essa análise de forma justa, levando em conta, a sazonalidade das demandas, que também têm dados armazenados no WMS Highjump.

Olhando para o fluxo das mercadorias, você pode, inclusive, analisar o tempo de picking e descobrir se tarefas simples estão durando mais e demandando mais esforços.

No Pulse da Highjump, você conta com informações estratégicas para a tomada de decisões. 

#4 RESULTADOS POR PERÍODO E CDS

Outra funcionalidade do sistema oferecida por meio de quadros de trabalho visualmente agradáveis é a observação simultânea de vários CDs. Desse modo, a organização do armazém se torna possível mesmo que a sua empresa trabalhe com grandes plantas espalhadas pelo Brasil inteiro.

Sabendo quais são os resultados de cada CD, reorganizar a cadeia de suprimentos formada pela distribuição da sua empresa não é mais uma questão de achismo. Também não se trata de uma tarefa que leva semanas para acontecer.

Em mudanças como as que se desenham no cenário tecnológico atual, tomar decisões rápidas faz a diferença no sell out e em qualquer outro índice.

Por isso, o Highjump foi desenvolvido para trabalhar e projetar o armazém em tempo real, seja em qual tela for: no celular, no tablet ou no computador, tudo de forma responsiva.

Todas essas qualidades suprem aquilo que você procura em uma solução robusta e flexível?

Saiba, então, que você ainda pode mudar a cor dos layouts e criar camadas de utilização, restringindo acesso de funcionários pelo escopo de cada atividade.

E quando precisar atualizar o sistema, o armazém e a visualização dos fluxos de mercadorias continuarão igualmente acessíveis. Pois com Highjump Pulse, baixar versões mais recentes é tão simples quanto atualizar smartphones.

Chegou a hora de conhecer a ferramenta que vai mudar o analytics da sua empresa. Então converse com um de nossos consultores para transformar a organização do armazém!

> Deixe seu comentário

Entre em contato
+55 47 3036 7800 (SC)
+55 11 3027 4197 (SP)
+56 2 2840 5916 (CHILE)
otimis@otimis.com

Newsletter

Gostaria de receber nossas novidades no seu email?