Sistema de gerenciamento de armazém: 5 dicas para otimizar processos!

Você tem problemas na organização do seu armazém? Perde muito tempo na separação das mercadorias? Ainda existem muitas empresas que não dão atenção devida à gestão de seus estoques e nem usam um sistema de gerenciamento de armazém, o que dificulta a produtividade da empresa. Além de gerar transtornos na logística, processos mal estruturados acarretam em prejuízos. A falta de controle na expedição, por exemplo, ocasiona perda de rastreamento das mercadorias, podendo gerar vendas de uma quantidade maior de produtos do que se tem em estoque.

A boa organização no armazém não se refere apenas a colocar toda mercadoria em um lugar adequado, mas maximizar a produtividade, economizando tempo e dinheiro. Seu armazém é uma parte importante da experiência de compra dos clientes! Certificar-se de que os produtos encomendados estão disponíveis no estoque e de que os clientes vão receber com garantia é crucial para fornecer um bom serviço.

Contudo, fazer esse trabalho com software caseiro ou com soluções que não atendem às necessidades de customização que a empresa precisa, além de tomar muito tempo, acaba se tornando problemático, porque o armazém precisa se adaptar à solução, e não o contrário. As empresas que querem aumentar o índice de competitividade devem investir em processos de gerenciamento automatizados.

Confira 5 dicas para gerenciar as mercadorias:

#1  Organização
Se o seu armazém não estiver organizado, os produtos recebidos não irão para os locais apropriados e você também não terá o controle dos produtos existentes, além de gastar horas desnecessárias tentando encontrá-los. Você pode aumentar sua eficiência agrupando mercadorias por ordem de maior demanda, por exemplo. Um armazém deve fornecer um local estratégico para receber, armazenar e distribuir produtos. 

#2  Verificação de produtos recebidos
Quando os materiais não são inspecionados no recebimento, há um grande risco de ocorrer problemas, como estar disponível no sistema, mas não no estoque.  À medida que chega cada remessa, os produtos devem ser identificados, classificados e despachados para o seu local certo de armazenamento. A partir do momento em que os itens entram no armazém, você precisa ter um histórico do caminho que eles percorrem até as prateleiras e setores, para saber corretamente quanto pode ser vendido e expedido.

#3  Controle de qualidade
Antes de os produtos serem expedidos, eles devem ser inspecionados. Itens fora da validade ou embalados de modo incorreto precisam ter um controle rigoroso antes de serem encaminhados para o cliente. O vidro, por exemplo, é um dos produtos que precisa ser embalado na vertical, sob pena de perda de mercadoria no trajeto e todo o trâmite de devolução. Esse controle de qualidade também ajuda a manter a organização no estoque e evita constrangimentos com o cliente.

#4  Logística eficiente nos processos
Independentemente do tamanho do armazém, as empresas perdem um bom tempo na organização das mercadorias. Uma boa estratégia de gestão auxilia na otimização do tempo e na produtividade do time, permitindo, até mesmo, a entrega dos produtos sem erros e nos prazos acertados. A logística possibilita criar movimentos no armazém e ver esses fluxos acontecendo através de um WMS (Warehouse Management System, em português, Sistema de Gerenciamento de Armazém). Esse tipo de software permite identificar as virtudes e vícios de cada procedimento. Onde a mercadoria fica parada? Em que operação? Por que? Como evitar? Problemas e acertos no processo podem ser facilmente visualizados por soluções como um Sistema de Gerenciamento de Armazém.

#5  Solução especializada
Para manter total controle do armazém é necessário escolher um Sistema de Gerenciamento de Armazém, em que os processos e as tarefas estejam bem desenhados, com base nas melhores práticas mundiais — best-of-breed —. O sistema de gerenciamento do armazém pode ser usado para controle de estoque, mão de obra, manutenção de equipamentos, além de outros processos. Para ajudar os operadores, por exemplo, o uso de códigos de barras e coletores fornecem uma maneira rápida, simples e precisa de identificar produtos e criar transações de movimentação de estoque no sistema.

 A tecnologia desempenha um papel importante em todos os processos de negócios e pode dobrar a competitividade corporativa, fazendo com que a chance de ser uma empresa competitiva passe de 35% para 74%. Se sua empresa ainda está mantendo o controle de dados do inventário com planilhas ou até com caneta e papel, você perceberá que um sistema de gerenciamento tem maior capacidade para manter informações organizadas de forma simples. Com dados em tempo real, o sistema fornece o acompanhamento preciso da operação para que as empresas possam responder de forma mais ágil às demandas dos clientes. Independente da complexidade das necessidades no gerenciamento logístico, um software de gerenciamento facilitará o rastreamento de seu estoque, evitando atrasos e mantendo, sempre, o controle de qualidade. 

Não deixe de ter um bom desempenho nas operações por falta de um sistema de gerenciamento de armazém. Estoque otimizado é sinônimo de WMS. Então, conheça as vantagens do HighJump para o seu armazém.

> Deixe seu comentário

Entre em contato
+55 47 3036 7800 (SC)
+55 11 3027 4197 (SP)
+56 2 2840 5916 (CHILE)
otimis@otimis.com

Newsletter

Gostaria de receber nossas novidades no seu email?